Janot diz que Segóvia foi contratado para desviar foco

autor Misto Brasília

Postado em 01/12/2017 15:17:15 - 15:12:00


Diretor-geral da Polícia Federal alega não ter nenhum vínculo com partido politico/Arquivo

O ex-procurador-geral se referiu às investigações; o chefe da Polícia Federal retrucou de pronto

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot criticou acidamente o novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia. 

“Segóvia veio para cumprir uma missão: de desviar o foco dessa investigação. Ao que me parece, pelas declarações que deu, ele tem a missão de desacreditar as investigações ou as investigações que envolvem essas altas autoridades da República brasileira. E nas investigações ele pode ter o efeito de atrapalhar sim”, afirmou Janot, em referência à Lava Jato, numa entrevista à Reuters.

Janot disse que o presidente Michel Temer nomeou o novo diretor da PF, especificamente, para desviar as investigações. O Palácio do Planalto já reagiu e criticou as insinuações.

Segóvia respondeu de pronto, também pela agência de noticia. “Minhas declarações e atitudes sempre foram para fortalecer as investigações contra os crimes de desvio de recursos públicos e contra a corrupção no Brasil.”

O chefe da PF, argumentou que todos pronunciamentos sempre deixou claro que seria ampliada e fortalecida a operação Lava Jato. "Não tenho nenhum tipo de ligação político-partidária com o PMDB ou qualquer outro partido político brasileiro. Meu único compromisso é com o Brasil e com a Polícia Federal”, finalizou Segóvia.


Tite cai na comemoração do gol de Philipe Coutinho e vira meme na internet
AO VIVO - II Congresso de Direito Eleitoral de Brasília
veja +
Bolsa Família atende 74.122 famílias do Distrito Federal em junho
Distrito Federal recebe R$ 28 milhões do salário-educação de maio
Aprovada reserva de vagas em universidades públicas para alunos bolsistas de escolas beneficentes
veja +