Ceilândia lidera violência contra as pessoas idosas

autor Misto Brasília

Postado em 31/10/2017 17:13:47 - 17:08:00


Ceilândia (foto), Taguatinga e Brasília lideram violência contra idosos/Arquivo

Depois seguem Taguatinga e Brasília, de acordo com o Mapa da Violência divulgado nesta terça

Ceilândia (16,47%), Taguatinga (10,92%) e Brasília (10,35%) são as regiões administrativas do Distrito Federal que mais concentram ocorrências contra pessoas idosas. Essas regiões têm perfil socioeconômico distinto, o que reforça que a violência não está ligada às questões econômicas ou à pobreza, segundo informaram os organizadores da 3ª edição do Mapa da Violência contra a Pessoa Idosa no Distrito Federal.

A violência mais praticada contra a pessoa idosa é a psicológica, com 31,12%. Ela é identificada por agressões verbais ou gestuais com o objetivo de aterrorizar, humilhar, restringir a liberdade ou isolar do convívio social.

Em segundo lugar está a negligência, com 30%, que é a recusa ou a omissão de cuidados devidos e necessários por parte dos responsáveis familiares ou institucionais. A violência financeira, caracterizada pela exploração imprópria ou ilegal dos idosos ou pelo uso não consentido de seus recursos financeiros e patrimoniais, foi identificada em 17,64% dos casos.

O estudo foi elaborado a partir da compilação de dados de diferentes fontes, em especial do Disque Direitos Humanos – Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República; do Núcleo de Estudos e Programas na Atenção e Vigilância em Violência (Nepav), da Secretaria de Saúde do DF; e da CJI.


"O senhor não tem vergonha na cara", dispara brasileiro para Gilmar Mendes
Conheça o apartamento do bispo Edir Macedo que custou uma fortuna
veja +
Propostas que legalizam jogos de azar andam rápido no Congresso
Publicada lei que pretende diminuir os altos índices de mortes no trânsito
Proposta para criar delegacias para idosos está na Câmara
veja +