Petrobras e Justiça de São Paulo evitam ação de hackers

autor Misto Brasília

Postado em 12/05/2017 18:43:46 - 18:37:00


Ataque hacker internacional travou computadores de corporações em troca de resgate/Reprodução

Computadores foram desligados, porque vírus atacaram empresas em mais de 70 países por resgate

Ataque de hackers de âmbito internacional fez a Petrobras e órgãos da Justiça de São Paulo desligarem seus computadores para evitar invasão cibernética. Vários endereços eletrônicos ficaram inacessíveis.

Nesta sexta-feira (12), os ataques tiveram como alvos empresas em mais de 70 países. Mas, hospitais da Inglaterra tiveram de transferir pacientes para outras unidades por causa dos ataques.

Os hackers conseguiram bloquear os arquivos das empresas e pediram um resgate em bitcoins, as moedas virtuais, para liberarem os documentos.

Bitcoin é uma tecnologia digital que permite reproduzir em pagamentos eletrônicos a eficiência dos pagamento com cédulas. Pagamentos com bitcoins são rápidos, baratos e sem intermediários. Podem ser feitos para qualquer pessoa, que esteja em qualquer lugar do planeta, sem limite mínimo ou máximo de valor. 

O resgate cobrado pelos hackers é de US$ 300,00 por computador bloqueado via ransomware. Trata-se de um tipo de malware que, quando entra em um , restringe o acesso e cobra um valor "resgate" para que o usuário possa voltar a acessá-lo.Ao clicar ou baixar um arquivo malicioso, o computador de uma corporação é completamente compactado via criptografia.

As companhias praticamente não têm como pegar novamente esses arquivos, a não ser que pague o valor estabelecido pelo invasor. Um modus operandi sofisticado, refinado, que não deixa traços, marcas ou trilhas de quem fez isso, informou o Tecmundo.


Caiado quer acabar com o horário político de rádio e televisão
Duarte Nogueira diz que aeroporto de Ribeirão Preto será reformado
veja +
Marco Aurélio diz ser necessário observar a legislação pátria
Pagar ou não pagar universidade pública, eis a questão
Eunício adia sessão do Congresso para votação da reforma política
veja +