O Brasil de Luís Buñel

autor Gilmar Correa

Postado em 28/10/2016 14:41:05 - 14:32:00


Cena do filme do Luis Buñel, o Anjo Exterminador/Arquivo/Divulgação

As eleições municipais apresentam um quadro em que nada pode mudar no Brasil

No domingo, dia 30, milhares de eleitores de 55 cidades (18 capitais) retornam às urnas. O segundo turno completa o processo político-eleitoral dessa campanha que, na prática, mostrou que o eleitor está cansado do sistema partidário vigente.

O alto índice de abstenção e ausência na votação do primeiro turno refletem o grau de descontentamento que se apresenta na pesquisa divulgada nesta sexta, pela Fundação Getúlio Vargas.

Somente 7% (isso mesmo, 7%) dos brasileiros tem ainda algum respeito com os partidos políticos. O índice é o menor entre todas as instituições avaliadas que, de uma maneira geral, estão muito mal na opinião dos brasileiros.

Entre todas, o Exército (ou Forças Armadas) está melhor avaliada com 57% de aprovação. A Igreja Católica vem em segundo, com 50%. E metade da população acha que a metade da classe dos juízes é desonesta.

A Imprensa (a escrita) tem apenas 37% de apoio da população. E abaixo desse índice aparece o Judiciário. A desconfiança é geral.

Esta nova pesquisa apresenta um Brasil descrente com as instituições. A corrupção distribuída em todas as áreas públicas e o comportamento dos políticos é uma pá de cal na esperança que ainda resta.

Ou é como disse o ex-ministro Rubens Ricupero numa entrevista ao El Pais: “A História do Brasil mostra que viver na incerteza é o nosso normal.”

“Eu sempre lembro aquele filme do Luis Buñel, o Anjo Exterminador, em que os convidados de uma festa querem ir embora, mas, por um motivo inexplicável não conseguem passar pela porta de saída. Essa imagem lembra o que está acontecendo no Brasil neste momento”, observa Ricupero.

Aqui é o caso da realidade imitar a ficção, com certeza.


"O senhor não tem vergonha na cara", dispara brasileiro para Gilmar Mendes
Conheça o apartamento do bispo Edir Macedo que custou uma fortuna
veja +
Propostas que legalizam jogos de azar andam rápido no Congresso
Publicada lei que pretende diminuir os altos índices de mortes no trânsito
Proposta para criar delegacias para idosos está na Câmara
veja +